quinta-feira, 16 de junho de 2011

POESIA: SUSSURROS, SOLILÓQUIOS E EVOCAÇÕES

                                      EU, PASSARINHO...
                                                        Jorge Bichuetti

passarinho caído do ninho
rastejo, buscando tua mão;
uma mão que me dê ternura -
alimento do meu caminho -
para que umdia eu seja
asas... da liberdade, um favo.


                      NA POESIA, EU...
                                       Jorge Bichuetti

No canteiro da poesia, nasci
verde mares e ondas de luar,
semente e sonho, um passo
no caminho e um suave voar
entre nuvens, estrelas e passarinhos...

Na poesia, eu me encontro
andarilho borboleteando entre
flores, folhas secas e pardais...
No vento, meus pensamentos
desenham sons e cores da aurora
entre anjos, pipas e deuses ancestrais...

Na  poesia, meu coração 
deixa de bater
e só quer,
no amor, brilhar...


                     HAIKAIS DO AMOR
                                           Jorge Bichuetti

sexo e amor se encontram
onde a ternura semeia
flores e luares...
***
de mãos dadas sigo
caminhos onde o sonhar
é um deus desperto.


                                       A MANHA DA ARTE
                                                          Jorge Bichuetti

Arte manha
manhãs
de sonhos
despertar

Arte brilho
luzes
de sonhos 
encantados

na arte, a vida
chora
florais bach
uma multidão
de estrelas
que bailam
só pra ver
o cirandar...


                              MINHA TERRA
                                            Jorge Bichuetti

Enttre diamantes e a argila,
nasci... Na beira do rio,
coma viola ponteada pelo luar,
conheci o canto dos passarinhos
e o meu povo, povoado de ternura,
resistência guerreira e sonhos -
um caminhar nas veredas
do porvir construído na história
das nascentes generosas dos
campos verdejantes da vida
de fé, labuta e suavidade
que a torna Conceição, das Alagoas:
território do acolhimento -
espaço da alegria e ciranda da poesia...


            MARCHA DA LIBERDADE - 18/06/2011 - 14:00
      PRAÇA DA IGREJINHDA DE SANTA RITA - UBERABA / MG
               A VIDA VOA NAS ASAS DA LIBERDADE

5 comentários:

Concha Rousia disse...

Que intensa a tua poesia, e a vez simple, sem recantos invisíveis, pura, que sempre brilhe em ti a luz do amor... lembrei duma vez em Columbia, South Carolina (EUA) quis resgatar um passarinho que caíra do ninho, então quis colocar no ninho e os pais, que eram Robins, tentaram me assustar para eu não me aproximar do ninho, mas consegui deixar lá o passarinho... e agora penso esses pais não percebiam que eu ajudava, como a policia que não percebe que os jovem marchando pola liberdade estão a proteger o valor da vida... Abraços com carinho, Concha

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Concha: a poesia é minha guardiã, uma confidente e uma xamã que dá a natureza e a minha humanidade... frágile vulnerável, porém, sonhadora.Os jovens são a vanguarda de umtempo cinzento; e a repressão persiste alheia aos sonhos que são deles e de seus filhos; Abraços coma eterna ternura, jorge

Adilson - Rio de Janeiro - Brazil disse...

Maravilha meu amigo ... eu sempre me refencio ao seu talento e inspiração .... ai vai um rastro como sempre abraços fraternos

Adilson - Rio de Janeiro - Brazil disse...

ops ... foi o comentário sem o texto ...
Solilóquio

A minha cara não lhe mete medo,
Nem o face a face e o olhar,
Vem que não há segredos,
Existem mil motivos para lhe conquistar.
Tudo é tão transitório,
E não custa nada sonhar,
De uma maneira simplória,
A vida é experimentar.

Não há becos sem saídas,
É só sair por onde entrou
O coração assustado,
Que de repente se apaixonou.
(@by Adilson S. Silva)

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Adilson: teus versos nos levam aos voos da vida cheia de caminhos no céu azul da nossa alma, sensibilidade e luz, abraços ternos, jorge
ps. amanhã irei fazer uma bela ilustração pois está belíssimo.