sábado, 4 de junho de 2011

UTOPIA ATIVA: DEVIR GUERREIRO, DEVIR ANJO...

                                                        Jorge Bichuetti

Segundo o filósofo Ulpiano, o devir guerreiro e devir anjo são as asas dos voos do novo, da vida nova e do  homem novo...
Deleuze dizia que precisamos no caminho do existir combinar uma intensa ousadia com uma extrema prudência.
Lancetti refletindo sobre o trabalho de Santos, u'a cidade que viveu durante anos, alegre e cheia de sonhos, cuidadando das dores da vida humana, sem manicômios, diz que viam o ser humano como cidadania e o trabalho como solidariedade, viva e ativa.
No dia-a-dia, na lar e na rua, nas dores da nossa vida de intimidade e nas calamidades do social, somos chamados agir e no agir, percebemos que precisamos reinventar tudo: nossa subjetividade, nossas práticas, o socius e os caminhos...
Esta necessidade coincide com as nossas angústias e lágrimas, já que frequentemente sentimos que não temos sido verdadeiramente felizes nem temos dado o melhor de nós...
Tristes e impotentes, perguntamos: o que fazer?
Talvez, simplique dizendo que Ulpiano, Deleuze e Lancetti nos dão um novo caminho e um novo horizonte...
Urge assumir o guerreiro que somos: lutar, resistir, enfrentar pedras e espinhos e seguir, desbravando na existência o riso e o canto, a alegria e a poesia... Muitas vezes, ficamos no chão, abatidos, curvados, vitimizados... e não percebemos que podemos criar saídas e recomeços com esforço guerreiro e altivez lutadora...
Igualmente, necessitamos deixar aflorar o anjo que somos... Muitos problemas e dificuldades persistem porque, escondidos no nosso narcisismo, negamos a vivência do amor e da ternura, do carinho e da compaixão... Amar é bifurcar saídas e sentidos; mas amor é diação, cumplicidade, ternura e cuidado.
Leonardo Boff redefine angelitude do ato de cuidar, dizendo que cuidado é amor, carícia essencial, ternura vital, justa medida, conviviabilidade, compaixão e solidariedade.
Cuidar é devir-se anjo no caminho da lágrima que cai...
Como mudar, mudar a si mesmo e ao outro, como mudar a vida, o caminho e a sociedade: agindo como um anjo guerreiro e um guerreiro angélico num estradear de ousadia e prudência...
Para tanto, a cidadania, é nosso óculos, nosso olhar; e a solidariedade, nossa enxada, e nosso arco-e-fecha...
Assim, semeamos uma eterna primavera... floradas do porvir no aqui-e-agora das nossa vidas, vidas que não fogem do que nos profetizam os sonhos da aurora enternecida de amor...




6 comentários:

Marta Rezende disse...

Jorge muito bom todo o blog especialmente esses devires guerreiro e anjo. Vá lá no Entre Duas Águas. Tem um recado pra vc. beijo terno Marta

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Marta, ainda falta postarr Lorca, desfigurei o grande:estou no noot que é um bicho extranho... Abraços ternos de anjo-guerreiro... jorge

Marta Rezende disse...

O aniversário de Lorca é amanhã. Me confundi achando que amanhã é hoje. Amanhã postarei o Bolo Andaluz para servir com seu petisco. Uma festa tropical andaluza.
O notebook é muito estranho mesmo no começo, especialmente o mouse, por isso uso um mouse tradicional nele.
Talvez seja problema de vírus na sua máquina grande. Se não viu isso, confira porque há muito vírus na internet.
beijos de anjo no guerreiro

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Marta: amanhã é 05 /06... vou fazer u'a postagem: o Pierre conseguiu arrumar - eu havia desligado sem esperar o encerramento.
Abraços com ternura...
jorge

Elisabete Lira disse...

Seu blog é muito interessante...
Estou te seguindo.... Tenha um Lindo Dia!
Siga meus Blogs: http://cartasdeumcoracao.blogspot.com/
E http://deusemminhaalma.blogspot.com/

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Elizabete? só agora abri meu computador... Irei vê-la e acompanharei sseu trabalho com carinho; um carinhoso abraço, Jorge