segunda-feira, 16 de maio de 2011

AFORISMAS DESCORTÉS... PELAS VERDES MATAS, UMA FLOR...

                                                             Jorge Bichuetti

O rio e o os riachos temem perder suas árvores e morrerem sem nem mesmo poderem chorar; já que sabem, de ouvir contar, que as águas partem e a vida seca com a perfídia dos machados.
                                                  ***
Um passarinho quis cantar e a árvore o escutou: era um lamento, o lamento da natureza que perde a poesia e a magia se a proíbem de verdejar...
                                                  ***
Revisão do Código Florestal: crime legal, genocídio canibal, silêncio imoral...
Elite: au au...
E choramos nosso tímido: miau...
Eu quero onças, tigres e cascavéis: aí eu boto meu bloco na rua, digo, eu boto meu bloco nas passarelas do Congresso Nacional.
                                                  ***
Verde, matas: a vida se espalha...
Cinzas: a morte numa pirâmide , deserto, aridez na agonia da vida...
                                                  ***
Uma só flor justifica toda a floresta...
Cada árvore acolhe uma multidão de vidas, e a infinitude dos universos da poesia...

10 comentários:

Paulo Braccini disse...

E assim caminha a humanidade insana ... em particular o nosso país tupiniquim ... uma vergonha ...

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Querido Paulo, sempre vemos coisas lamentáveis: porém, o povo e até o judiciário agora andam na frente; o Congresso fica na retaguarda.
Abraços com ternura, Jorge

Concha Rousia disse...

Jorge, dói-me a tua dor, dói-me a cegueira do ser humano, a floresta nos quer abraçar e nós cortamos seus braços... mas nós somos também parte dessa natureza, nós somos filha e filhos perdidos, temos que ouvir mais e contar aos que ainda não ouvem... sim como tu opino, 'um só flor justifica toda a floresta' e tb tenho dito um só leitor justifica um texto (mesmo que por vezes esse leitor seja o próprio que escreve o texto) Te envio meu haikai:

Insiste o grilo
em partilhar seu canto
e não o escutas

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Concha, verde que te quero verde: desde Lorca, a luta entre o concreto e a vida de sustentabilidade ecológica nos chama... Uma flor , uma floreesta... E este seu Kaikai é lindíssimo. Aqui a luta anda grave já que querem rever as matas ciliares, abrindo espaço para o desmatamento... Resistimos, sonhando. eelutando.
Abraços com carinho, Jorge

Concha Rousia disse...

Deixo este link que o meu amigo Evandro Oriques me enviou... é lindo ver que coisas sucedem também na boa direção... http://centrodeestudosambientais.wordpress.com/2011/04/30/bolivia-cria-lei-da-mae-terra/

Abraço de carinho, Concha

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Concha, irei hoje ver: deve ser bem legal.Obrigado. Abraços com carinho: jorge

Concha Rousia disse...

Sim, Jorge, depois vai ver o link que é duma beleza emocinal que arrepia. Queria também te dizer que coloquei no meu blog poemas dos poetas do Clube dos Poetas Vivos para que tu conheças algo de nós... Abraço de carinho, Concha

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Concha, chego, agora, depois do trabalho e irei ver: primeiro verei Galiza ; depois, minha, nossa Mãe e irmã: Terra... abraços com carinho, Jorge

Tânia Marques disse...

Vida em agonia verde, pois o homem destrói, ele passa por cima da poesia. Bj.

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Tânia, um amiga, como você nos alimenta com ideias, poesia, pensamentos filosóficos, poesia e coração de verdade. Obrigado por você existir e ser, devir. Abraços com carinho e resistência verde. Abraços com carinho; Jorge