domingo, 15 de maio de 2011

AFORISMAS DO LUAR

                                                    Jorge Bichuetti

O devir acontece no entre...
Entre a flor e o espinho, a poesia.
Entre o luar e a paixão, a magia.
Entre a bolha de sabão e a ciranda, uma criança.
Entre a injustiça e a utopia, um guerreiro...
                                               ***
Água, terra, fogo e ar...
Cantata da vida.
Sinfonia do destino.
Enredo da Estação Primeira da Humanidade...
                                                ***
O porvir é...
"Viver é inventar mundos. Arte e revolução." ( Marta Rúbia de Rezende)
                                                ***
Só há beco sem saída para os que não conjugam os verbos:
- voar,
- sonhar,
- amar,
- borboletear,
- vagabundear...
                                                ***
O luar brilha no céu e encanta no chão os que não temem os risgos da paixão nem as lágrimas da desilusão.
                                                ***
PESSOAL AMIGO DA Upop-JA: HÁ UM RECADO TERNO PARA TODOS NO BLOG DA NOSSA QUERIDA MARTA RÚBIA: 
paris-sampa.blogspot.com

6 comentários:

Tânia Marques disse...

Jorge, coloquei lá no blog, um excelente comentário do professor Marcos Bagno. Bj.
http://wwwumanovaeticahumana.blogspot.com

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Tânia, irei lá agora. Um carinhoso abraço, jorge

Anne M. Moor disse...

Só há beco sem saída para os que não conjugam os verbos:
- voar,
- sonhar,
- amar,
- borboletear,
- vagabundear...

Ensinamentos de um viver!

beijos
Anne

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Anne, querida amiga, como é belo viver aprendendo a abrir as janelas do coração para que os ventos da liberdade arejem nossos pensamentos. A suavidade vem das nossas conversações.
Abraços ternos, Jorge

Adilson - Rio de Janeiro - Brazil disse...

Lindez isso .... meu terno amigo
a minha lua aqui ja esta no ceu quase cheia ... e o chão prateado .... como na sua poesia ... abraços fraternos meu amigo

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Adilson, como anda belas suas poesias; estive várias vezes lá no rimas -travessuras de menino apaixonado. Maravilhosos poemas; abraços ternos, jorge