sexta-feira, 13 de maio de 2011

POESIA: VIDA INSURGENTE EM TEMPOS DE ESCURIDÃO...

               O CANTO DOS DEUSES
                             Jorge Bichuetti

Uma canção me levanta
do chão, vôo e, no ar,
escuto com os anos o eco
dos negros tambores
dos melodiosos uivos indígenas
do cravo capelino
das flautas dos meninos
do funk do hip hop dos blues
das sinfonias e cantatas
cirandas e batucadas
cigarras sabiás e pardais
numa controversa harmonia
com o coro angelical
dos povos da Terra proscritos
mas que ecoam no infinito
na musicalidade tristonha
do tímido silêncio dos deuses...


                      DIVERSIDADE
                           Jorge Bichuetti

No riacho, azul e verde,
os sonhos pulsam floridos
e os frutos amadurem
na piracema da vida
que corre, lentamente,
buscando um braço de mar
onde possa serena ondear
os caminhos e cirandas
que unem num só lar
os diversos povos e tribos –
estelares diversidades culturais
da Mãe Gaia parideira
cujo ventre germina e acolhe
as sementes da imensidão,
herogeneidade cósmica,
pois até mesmo os deuses
se aborrecem, taciturnos,
com o fascismo da unicidade...


HAIKAS DA CRUA REALIDADE
JORGE BICHUETTI

de terno e gravata,
o homem pisou na lua e
aí os deuses voaram

lépidos, se foram,
não desejam o fim
n’ua senzala astral...

     
                    MEU RISO
                            Jorge Bichuetti

Rio riso
tristonho
de medo
me ponho
enredo
de escola
onde a alegria
decola...

Meu riso
tem a
lucidez,
brancura
servil
da m’ia prece
que já não louva,
só esmola...

Meu riso anda preso, contido... na
melancólica contemporaneidade...


                     MEUS SONHOS
                                        Jorge Bichuetti

meu corpo é frágil:
vaso de porcelana...
Meu sangue é cinza:
liquidez vital...
Já meus sonhos
são aves do céu
guerrilheiras na selva
serenata na madrugada...

Meu sonhos voam
e insurgentes, persistem
sempre belos e fortes:
são o próprio porvir
tatuado na m’ia pele,
u’a estelar aquarela...


9 comentários:

☯ℒ❀LuGoyaZ❀♬♀✪ disse...

Dr. Jorge, venha conhecer meu outro blog, e, talvez segui-lo se quiser. O estilo é romantico se gostares pode ficar. Abraço da amiga Lu.

☯ℒ❀LuGoyaZ❀♬♀✪ disse...

http://aprimoramento-pessoal-lugoyaz.blogspot.com/

Tânia Marques disse...

Jorge querido, sempre me vejo nestas flores. Tu lembras daquilo que te falei, "uma flor que nasceu sobre as pedras"? Beijos

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Lu, assim, que terminar a Upop_JA, prometo ver teu blog, que estar belo: abraços com ternura, Jorge

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Tânia, ontem, por algo inexplicável , as imagens passaram a ir segurando o número de postagens, lembrei-me de você e me pareceu que eram imagens que podiam fazer sentido num dia de tantta luta e presistência: Taneei e consegui manter oito postagens sendo sem imagens. Abraços com carinho, Jorge

Concha Rousia disse...

que beleza impar essas flores e as tuas palavras... abraços com carinho, Concha

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Concha, foi o dia do apagão: então, pus as flores nascendo entre pedras.
Abraços com ternura, Jorge

Concha Rousia disse...

...muito apropriada a metafórica escolha, ...só tu, amigo Jorge, rs abraços e flores sempre a desafiar os impossiveis, Concha

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Concha, e lembrando sempre a potência de romper impedimentos , desbloquear os caminhose semear a aurora.
Abraços com carinho, Jorge