sábado, 14 de maio de 2011

UNIVERSIDADE POPULAR - SEMENTEIRA, FLORESCÊNCIA DE VIDA...

                                                  Jorge Bichuetti

Uma revoada de andorinhas, pássaros-andarilhos, abriu meu olhar para o infinito e iniciando já a escrita, pensei: a Universidade Popular Juvenal Arduini é um espaço da alegria, da amizade, do conhecimento crítico, inventivo e libertário... Uma escuta, uma palavra: diálogos... Trocas solidárias. Arte... Uma caminhada... Ela é estradeira... Acredita que o caminho dá liberdade e vida , se o percorremos semeando florese conectando-se com as utopias que pulsam e brilham na linha do horizonte.
Este texto é um convite: venha, participe, divulgue... construamos juntos este sonho que já verdeja o olhar dos que vem vivendo o processo da sua construção.
Quem pode participar? todos... todos que desejem na vida intensificar a capacidade de amar e se dar; lutar e agir, produzindo no caminho mais vida...
Funcionamos como um espaço liso... transversal: autogestivo e autoanalítico. Um dispositivo insituinte: o novo e a criatividade, o reinventar e o se reinventar dão a tônica da nossa destinação.
E é um projeto público não-estatal... que visa instrumentalizar as ações de cuidado, de acolhimento, de inclusão social e de humanização, numa perspetiva de libertação. vislumbra-se a superação da exploração, da opressão e da mistificação...
Pela paz e pela liberdade; pela justiça social e pelos direitos humanos; pela arte e pela alegria; pela inclusão social e pela produção de relações solidárias; pelo direito à diferença e à diversidade; pela sustentabilidade socioambiental e pelo fimdas instituições totais... Um projeto de aprendizado e ação coletiva.
Um resgate do brincar e do experimentar: a educação em movimento , mobilizando o que pode um corpo...
Um projeto de vida pela vida e para a vida...

DIA 14 DE MAIO DE 2011 , ÀS 13 HORAS: ENCONTRO DA UNIVERSIDADE POPULAR JUVENAL ARDUINI.( Upop-JA )...
RUA CAPITÃO DOMINGOS, 1079. BAIRRO ABADIA. UBERABA - MG. BRASIL


" VIVER É ETECETERA." JOÃO GUIMARÃES ROSA

16 comentários:

Mila Pires disse...

Jorge querido, parabéns por essa iniciativa tão nobre de abrir um espaço onde todos terão o direito de "ser humanos".Sucesso para ti...sempre!
Abraços...com ternura...

Anne M. Moor disse...

Que lindo e que verdadeiro:

"Um projeto de aprendizado e ação coletiva.
Um resgate do brincar e do experimentar: a educação em movimento , mobilizando o que pode um corpo...
Um projeto de vida pela vida e para a vida..."

bjos
Anne

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Mila, tem sido um grande sonho e um caminho de crescimento e produção de vida. Juntos vamos montando tanto o campo de criação-produção quano uma intervenção na perifeiria. Abraços e obrigado pela força... Jorge

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Anne, o sonho vai se concretizando e nos dando uama nova dimensão de vida: vida com gente e vida sonhada na poesia das trocas tão belas e cheias de vida: abraços com ternura; Jorge

andrey disse...

essa é boa Jorge: "se você fala com Deus, você é religioso. se Deus fala com você, você é psicótico!!! rsrsrs. é o fim!!!! só Elvis salva!!!

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Andrey, um riso bom nos leva pro céu.
Abraços com carinho, Jorge

Marta Rezende disse...

Jorge, vocês estão aí. Eu estou aqui. Com fé na vida. Ótima reunião, muitas andorinhas. Viva a Upop-JA.
abraço a todos e todas por essa alegre iniciativa. Sua casa, Jorge, é a gruta mais aberta que já ví.
M

Concha Rousia disse...

O teu é um convite que não se poderia nunca rejeitar, avante sempre o trabalho pela educação o amor a justiça... a libertação do ser humano... Os meus melhores desejos para esta valente empreitada, abraços de força, Concha

Sofia Rodrigues disse...

Dificil falar, sempre o é.

...

Um abraço

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Marta. você está aqui... Louco? sou... mais esta maravilha é tua... Tua alma, tua procriação.
Abraços com ternura. Jorge

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Concha, ainda iremos criar juntos muita alegreia; a Upop_JA foi tudo maravilhoso... Vamos conseguir fazer a vida vibrar com o existir e isso é ótimo; abraços com ternura, Jorge

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Sofia, meu abraço com carinho e ternura, Jorge... As, palavras são menos que o sentimento... Jorge

Fernando Campanella disse...

Olá, Jorge, muito obrigado pelas belas palavras no post em meu blog. Percorrendo teus escritos e imagens nas postagens de teu blog, percebo um ideal, um maneira de ver o mundo, as coisas, como a de Hermann Hesse, autor que aprecio muito. Vi poema da Luinha, e achei muito bonito, e gostei também do mais recente diário de bordo que postou.
Ah, quanto ao tempo, sempre estou escrevendo sobre ele, sobre a memória, já houve postagens em meu blog onde acredito que fiz belos poemas sobre ele.
Então é isso, meu amigo, vamos mantendo contato, alimentando sonhos.
Um abraço.

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Fernando Campanella, sim, gosto muito da suas poesias. Inclusive, hoje, irei passar um tempo maior vendo-as, as antgas; ontem, teve a Universidade Popular que é um momento maravilhoso: poesia, cinema, filosofia, cuidado, ecologia com um clima de alegria e amizade. Adoro o Hesse. O diário de bordo, como conversava com os amigos, não o creio escrita livre, mas sempre o faço mediado pela vida, pela natureza e minhas árvores e bichos... Vamos sim alimentar nossos sonhos... Me alegro com sua companhia e com sua escrita sublime.
Abraços com ternura, Jorge Bichuetti

Fernando Campanella disse...

Obrigado Jorge. Revendo meu comentário aqui, e relendo tua poesia, vi que me enganei, não o poema sobre a Luinha , não, é sobre a menina lua de que gostei muito. Belos ideais os teus, puxa, indo em tantas direções, mas a utopia vibrante nos faz assim mesmo, livres e libertários.
Um abraço.

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Fernando, minhas utopias vão me fazendo gente, e isso me anima; não vejo o cansaço, pois temo não gostar do que seria sem elas... e a poesia, a literatura acaba nos levando para uma e mais uma, outra e outra luta...
Creio, como você, que isso nos dá liberdade e nos faz libertários: então, quando lhe visito busco forças para seguir, vendo sensibilidade força terna, vida poetizada na aventura de se descobrir..
... a luinha , é minha pequena , uma shiatsu, se não lhe faço um poema se põe triste.
Abraços com carinho. Jorge