quinta-feira, 19 de maio de 2011

AS VELAS DA RESISTÊNCIA: VIDA DE ALEGRIA NA INSURGÊNCIA DO SONHO E DA POESIA...

- "Vivemos cheios de dores... problemas e adversidades; como resistir e persistir, lutando?...
Miremos com atenção a vida:
Entre a pedra e o espinho, uma flor;
Entre  a lágrima e o desalento; um sonho...
Entre dores: a vida travestida de poesia e cantiga,
vida que caminha, voa e se renova,
restaurando reinventada  a alegria perdida..." Jorge Bichuetti

- "Sobre o trigal
dança de borboletas,
Canta a cigarra" Concha Rousia


" Navegar entre
u'a rede-de-balanço
no coqueiral da praia
e a linha azul
do horizonte
do infinito amar..." Jorge Bichuetti


4 comentários:

Vid@cigana disse...

Bom dia Jorge!
Lembrei de Fagner:
'As velas do Mucuribi, vão sair para pescar... vão deixar as minhas máguas.. no fundo do mar'
beijos e bom dia!
Sumaia

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Sumaia, como é bom acordar com cantorias, poesias, sonhose amigos: sua amizade é uma sublime estrela da manha e de toda vida... Abraços com carinho; Jorge

Adilson - Rio de Janeiro - Brazil disse...

Poemas leves .. e deliciosos para uma viagem pela vida ... me lembrei desse poemeto antigo como o meu tempos ... abraços querido amigo

A criança pode...

O abissal da origem é o instante
Essa vontade de verdade
Que torna todo existente coisificado
Predicativo rotulado
Palavras interessantes
Que fazem-te ausente de ti
Vem ser eternamente outra vez
Isso que tu já és
Feliz criança é o que é ,
É preciso acordar, uma segunda vez
O corpo bailando na rede
O mundo, então,
Fica ao contrário:
O céu está na ´parede
Porque a criança pode não poder
pode não dizer
Pode não saber
A criança pode ser
(@Adilson S.Silva)

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Adilson, como sempre: são encantadorese eles expressam a vida e seus torvelinhos, os sonhos e as miragens da aurora.
Abraços com carinho, Jorge