sexta-feira, 6 de maio de 2011

SOCIEDADE DE AMIGOS: ENCANTOS DA ETERNIDADE, A POESIA NO TEMPO KAIRÓS

                   EU ADORO VOAR
                                     TÂNIA MARQUES

Eu adoro voar...
e que esse voo seja
a vida penetrando na aurora
um voo de orvalho em êxtase
um voo masturbador de flores
um voo multiplicador de vida
um voo distribuidor de pólens
pólens de amor para fecundar a terra
uma terra para todos
uma terra sem fronteiras
sem fronteiras para amar
Eu adoro voar...
                                                     DO BLOG: WWWMARQUESIANO.BLOGSPOT.COM 


                                      SILÊNCIO                                
                                           Sumaia Debroi

O silêncio grita para acordar minh’alma
Eu não quero ouvir
Chama o vento para uivar o tímpano
Eu não quero ouvir
Escorre em todo corpo como lava de vulcão
Eu não quero ouvir.

Usa frio e ataca entranhas

Eu ainda consigo sentir
Faz odor acompanhar caminhos
Eu ainda consigo sentir
Busca o som em ruídos...
Eu ainda consigo sentir

Peço em prantos, olha pra mim

Ele não compreende
Berro em versos, venha até mim
Ele não entende
Arrasto corpo falido
Ele apreende

Deito em brisa, durmo serena

Ele compreende
Sonho bem baixinho...
Ele assiste
Acordo serena
Ele vive
                                   DO BLOG: CONTOSENCANTADOS


                 Correnteza de Rio
                                        Adilson S Silva

Correnteza de  Rio
Um vento que passeia
No Milharal que deita
Espiga, grão, sementeira
Que  germina no estio.
Um ser-tão sozinho
Na folhagem rasteira
Pensamentos que voam
No bico do passarinho

Vida nova no cio,
Vento que passeia
Correnteza de rio
                                  DO BLOG: RIMAS TRUNCADAS


4 comentários:

Concha Rousia disse...

Passeei também pelo Rio do Adilson desde onde pude ouvir os gritos do silêncio de Sumaia, beleza nesses poemas e nas imagens que os acompanham, parabéns a todos, e abraços, Concha

Adilson - Rio de Janeiro - Brazil disse...

Que maravilha tudo isso ... abraços fraternos à Tania e Sumaia
é sempre bom estar por aqui meu companheiro de passagem
Um grande abraço

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Concha, os poetas se encontram no beco da amizade. Uma mesa e um violão, vinho e pão, uma serenata...
Abraços com ternura, Jorge

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Adilson, amigo, sua presença noa allegre e eenternece... Vidas partilhadas no caminho da poesia e na esperança da utopia.
Abraços com carinho, Jorge