sábado, 29 de janeiro de 2011

DIÁRIO DE BORDO: HÁ UMA FLOR NO MEIO DO CAMINHO...

                                                                        Jorge Bichuetti

Dia claro, azul... No coração, uma certeza: há uma flor no meio do caminho...
As rosas do meu quintal andam provocantes e perfumadas... Os álamos , ciumentos, bailam com o vento calmo, como se desejassem algum realce. Lindos, sensuais e amigos, erguem-se na direção do sol e mantêm diálogos inaudíveis.
Eu e a Lua conversamos e brincamos, catamos um limão caído e uma romã esquecida.
Os beijos amanheceram, também, floridos...
Como seria belo o mundo se não fosse o quintal do império, mas, tão-somente, o quintal das nossas casas, onde as flores crescem e brilham, os frutos amadurecem adocicados de ternura e, livremente, os pássaros vem e vão, seguros de que seus ninhos , aqui, ficam, vigiados pela vida de sonhos e carícias dos que amam o verde das matas e as cores vivas das flores...
É a vida que reluz e busca num pedaço de azul  um cálido beco do  infinito...
                                                 ***
Lá fora, a luta... Na luta, nossa indignação...
Vinte e cinco mortos, mais de mil feridos. O Egito sofre... O povo na rua clama por liberdade. O ditador Hosni Mubarak persiste no poder e, tiranicamente, decreta o toque de recolher... Recolhe-se as liberdades, enquanto suas armas tentam calar um povo.
Os protestos continuam, apesar do corte da internet e dos telefones...
O petróleo sobe... e as bolsas caem..
O povo resiste...
Com o povo e com os sonhos de liberdade, vive nosso coração...
Olho meu quintal e digo, silencioso: o povo na rua.... é uma flor no meio do caminho.
                                                ***
Grécia, Itália, Espanha... Focos de resistência e de afirmação política ressuscitam Guattari e Espinoza...
Militar é agir...
A política é a ação das massas que só se aglutinam quando mobilizadas pelas paixões alegres...
Assim, caminha a humanidade... Nossos sonhos de libertação.
Assim, caminha a revolução...
                                              ***
E a Lua já inquieta, insiste que se diga do valor da amizade...
Amizade - expressão estelar do amor.
Une os que partilham uma caminhada.
Agrupa os que ousam sonhar...
E dá à vida uma chama de esperança, jogando no abismo os retalhos da desilusão.

3 comentários:

Marta Rúbia de Rezende disse...

Uma flor no caminho... à caminho... Uma flor e o caminho. Não caia de amor pelo poder, mas caia pela flor.
Sobre samba-enredo, uma vez fiz um samba: "Meu corpo é seu, a loucura é nossa." Experiências.
beijo
M

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Nossos caminhos guardam muitos encantos encantamentos próximos...
Do samba à Deleuze-Guattari, de um cachoeira... aos voos pelo novo.
Abraços Jorge

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Nossos caminhos guardam muitos encantos encantamentos próximos...
Do samba à Deleuze-Guattari, de um cachoeira... aos voos pelo novo.
Abraços Jorge