segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

MESTRES DO CAMINHO: CECÍLIA MEIRELES CANTA O AMOR

                          Cecília Meireles:
"De longe te hei de amar- da tranquila distância em que o amor é saudade e o desejo, constância."

" Aprendi com as Primaveras a me deixar cortar para poder voltar sempre inteira."

"Tenho fases, como a Lua; fases de ser sozinha, fases de ser só sua."

 "No misterio do sem-fim equilibra-se um planeta. E no planeta um jardim e no jardim um canteiro no canteiro uma violeta e sobre ela o dia inteiro entre o planeta e o sem-fim a asa de uma borboleta."

"Basta-me um pequeno gesto,
feito de longe e de leve,
para que venhas comigo
e eu para sempre te leve..."


2 comentários:

Marta Rúbia de Rezende disse...

ADOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOORO A CECÍLIA. E EU A APELIDEI HÁ MUITOS ANOS DE ........DE........ LUA!!!!!!!

"Tenho fases como a lua".

bacio
M ao Luar

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Nossa lua, n faces... n fases...
Um chão sem órgãos,
um cavallo alado
e a morte do dragão...
Marta, lua querida,
flor dos doces luares;
uma luz na avenida...
aqui e em outros mares.
Beijos, Jorge