terça-feira, 5 de julho de 2011

BONS ENCONTROS: OS POVOS INDÍGENAS - A NATUREZA NOS CAMINHOS DA VIDA...

" Quando o português chegou
Debaixo de uma bruta chuva
Vestiu o índio
Que pena!
Fosse uma manhã de sol
O índio tinha despido
O português."Oswald de Andrade

"Da cunhã é que nos veio o melhor da cultura indígena. O asseio pessoal. A higiene do corpo. O milho. O caju. O mingau. O brasileiro de hoje, amante do banho e sempre de pente e espelhinho no bolso, o cabelo brilhante de loção ou de óleo de coco, reflete a influência de tão remotas avós."Gilberto Freyre

"O cidadão indígena quer apenas sobreviver em paz, ter o que comer, onde morar. Não se tratam de seres sedentos por dinheiro e poder, salvo alguns já hipnotizados pelas riquezas do universo “civilizado”. A grande maioria só quer a garantia de um futuro digno para que todos da aldeia possam viver bem. Isso para eles é como voar, um sonho distante, e por isso lutam. Não por um sonho individual, mas por um desejo coletivo de viverem em paz nas florestas, e sempre juntos, como em um panapaná." Roberto Kreitchmann


05 DE JULHO - 19:00. GRUPO DE ESTUDOS DA UpoP-JA
OBRAS DE JUVENAL ARDUINI. LIVRO - OUSAR
RUA CAPITÃO DOMINGOS, 1079. ABADIA / UBERABA; MG - BRASIL

4 comentários:

Hermenêuticas de Lou disse...

Quando da presença aqui de Jacques-Yves Cousteau, ecologista, cineasta, inovador, cientista, fotógrafo, autor e pesquisador que estudou o mar e todas as formas de vida na água, esteve no Brasil, na Amazônia, em 1984, nesta época haviam inúmeras espécies de vidas aquáticas e o verde era mais verde, embora haviam os piratas e mercenários da floresta em uma escala menor, ele ficou vislumbrado com os nossos golfinhos, com a cultura e a docilidade dos índios, e queria um estudo aprimorado para se saber como formaram uma co-existência baseada na família, numa sincronia harmoniosa entre eles, e que tipo de formação levaria essa base de convivência. Eu teria a resposta... a certeza de que, eles formam a base da cultura do Brasil e eles sim, têm plena consciência disso. Meu carinhoso abraço amigo Jorge. Lou Moonrise.

CLARA disse...

Dr. Jorge você não imagina como foi frutifero para mim o encontro de hoje aprendi muito com vocês te juro sai da reunião leve e confiante, em tomar decisões que o tempo está me cobrando e eu não queria ver estava só na expectativa...
Com minha admiração por você e por todos que estavam presentes
Ana Clara

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Lou, ouvi-la é um afago nas minhas utopias... caminhos de vida e luta: obrigado pela sua presença. Presença da dignidade dos nossos amortes brasis; Beijos, jorge

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Ana Clara, a alegria é mútua e sempre a queremos na caminhada, partilhando sonhos e vida. Abraços, jorge