segunda-feira, 11 de julho de 2011

SOCIEDADE DE AMIGOS: O AMOR - SENSUALIDADE E TERNURA

                           QUEM AMOU...
                                     Rosi Alves

Disseram que havia sol
Entre flores e espinhos
Amores e paixões
Rosas desabrochavam
No silêncio do clarão
A noite descaía
E os olhos empoeirados
Decifrável ressonante
Vibração que desce
Mais esconde fundo
Intimidade dos amantes
Sedentas famintas
A pulsar no ventre
De uma mulher

            
        à meita noite, nasce novas flores
                                                MARIA  LUISA JÔ ANDRADE

 Mansos ventos resgatam/
tempo, lembranças, sentidos.Florece esperança/
vera primavera/
na meia noite/ 
Do nosso outono... .

Um comentário: