quinta-feira, 10 de março de 2011

CAMINHOS E DESCAMINHOS DO AMOR

Se amas... Não te contenhas... Declara-te...
Só doi na vidaa declaração contida, dá nó... asfixia...


O amor encanta... Se nos equivocamos, e dizemos adeus antes do fim; largue esta vergonha apodrecida... Coragem e procure... Cantando:


Se nada, porém, se refez... O barco vai e vem... Deixa o Brasil ondear... e e siga ... há vida e novos amores...


Seguindo, há de haver um novo amor...


amor é aventura: um riso, uma lágrima... porém, sem ele, a vida é quase nada.

15 comentários:

Tânia Marques disse...

Jorge, não acho tão fácil assim encontrar um amor nesta vida, por vezes estúpida, que nos rodeia. Fácil é sexo, amor é bem difícil, amor é uma pérola em um oceano profundo, não achamos nem um Jorge, nem uma Tânia em cada esquina da vida. Muitos nos encontram durante a caminhada, mas não nos vêem verdadeiramente. Ficam as lembranças do que nada foi... Beijos, querido. Adoro o teu blog e tudo o que tu (bem gaúcha)escreves.

☯ℒ❀LuGoyaZ❀♬✪ disse...

Olá Dr. é com imensa satisfação que sigo seus posts. Grata por sua visita e companhia. Cumprimentos da amiga LuGoyaZ.

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Tânia, penso que o amor anda meio raro; as relações se superficializaram muito com a vida sem sonhos... Aí, vamos , muitas vezes, caminhando cheios de potência amorosa e solitários...
A mudança , penso, passa , também, por um mundo onde haja mais espaço para o amor e o amar...
Abraços com carinho, Jorge

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

LuGoya, foi uma alegria visitá-la... Um belo blog que sempre irei vê-lo. Obrigado pelo carinho...
Abraços com carinho, Jorge

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

LuGoya, foi uma alegria visitá-la... Um belo blog que sempre irei vê-lo. Obrigado pelo carinho...
Abraços com carinho, Jorge

Tânia Marques disse...

Concordo plenamente contigo! "Cheios de potência amorosa e solitários", como eu... Beijo

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

TÂNIA, SOMOS PÁSSAROS E NOSSO DESTINO É VOAR... NO CHÃO, FLORIMOS... E, ASSIM, LEVAMOS A CAMINHADA ENTRES AMORES E FLORES,
ABRAÇOS, JORGE

Evanir disse...

Eu ainda acredito no amor..
A vida sem amor nada seria sei
que é dificil conservar um amor eterno diante das vulgaridades existentes nos dias de hoje.
O amor verdadeiro ainda existe também existe o medo de amar se entregar e mais tarde sofrer.
O dificil é ter muitos amores no meu ponto de vista amamos de verdade sómente uma vez.
Depois disso podemos nos apaixonar sim isso não significa que estamos amando mais uma vez.
Uma linda noite beijos ternos e carinhos,Evanir.
http://aviagem1.blogspot.com/
Obs:Eu entendo que o amor jamais sera instinto da face da Terra.

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Evanir, o amor é pão que alimenta a alma e nos permite a audácia de caminhar e sonhar... Tudo é volúvel, porém, o amor persiste e se mantém como um rio que procura o oceano.Amemos. Aliás, o seu blog é um cantoo e um re-canto do amor... A visito sempre, para refazer minhas forças; Abraços com carinho, Jorge

Adilson - Rio de Janeiro - Brazil disse...

Boa madrugada ... companheiro...
O amor é sempre amor ...nao se explica
qdo se explica pq se ama , o amor acaba ... entao ai vai no vácuo do tema.... mais um escrito meu ... abraços

Ah, o amor ...

(Uma canção para agora)

Uma estrela caiu
E assim você surgiu
Veio parar nas minhas mãos.
Amparei-lhe de mansinho,
Com cuidado e carinho
E lhe coloquei no chão.
Mas, O amor varreu o chão
Num grande desassossego,
Cheio de dengo e chamego,
Seu Ser uniu-se ao meu.

Ah, o amor
Tem a força de um tufão,
Faz devassa, atravessa,
A impotente razão.
Não há o que lhe impeça,
Tão pouco o que lhe meça,
Desatina, alucina,
Faz folia no coração.

(@by Adilson S. Silva)

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Adilson, que poesia que traduz com precisão o amor... Uma obra prima, irei postá-la a tarde ou pela madrugada, pois só a vi agora...E quero destacá-la pois é bela e terna, sensual e pura.
abraços com ternura, Jorge

Anônimo disse...

Cadê meus escritos?
Vc anda impossível meu Deus.
Queria deixar aqui um soneto de Pablo
Neruda.Mas perdi o livrinho.
Vou adquiri-lo novamente.
Pra vc!
de

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Denise, seus escritos andam com você... Abraços, jorge

alzimara disse...

QUANDO LI "CAMINHOS E DESCAMINHOS DO AMOR" FIQUEI "RUMINANDO" AS PALAVRAS POR UM BOM TEMPO..ONTEM ELAS SURGIRAM NOVAMENTE COM TAL FORÇA QUE SAIU ALGO ASSIM:

ESTAÇÕES

OUTONO NA ESTAÇÃO
INVERNO NO CORAÇÃO
CORPO A CLAMAR
PRECISANDO DA SUA MÃO
ABSORVO DO MESTRE JORGE
A MAIS PURA INSPIRAÇÃO
.."SÓ DOI NA VIDA DECLARAÇÃO CONTIDA,DA NÓ,ASFIXIA."
OBRIGADO DOUTOR PELO ABONO DA MINHA AGONIA.
.ALZIMARA.

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Amiga, tua poesia é vida e vida bela com todas as estações numa única primavera: a vida sensívele a pel disposta ao amar.. Não recues, invente umjeito de ser toda poesia que há no luar,
Abraços, abraços com muito carinho, Jorge