domingo, 13 de março de 2011

DIÁRIO DE BORDO: CUMPLICIDADE, OMISSÃO... NÓS, INIMIGOS DA PAZ?...

                                                             Jorge Bichuetti

Estamos começando um pouco tarde o dia... A casa e o quintal de passarinhos e rosas, também, causam aborrecimentos... Um cano quebrado. Já diagnosticaram a culpa: as raízes dos álamos. Teimo na defesa da inocência dos álamos... A Lua adora uma confusão...
Na vida, temos que ser consequentes...
A vida é séria e gera graves consequências onde , muitas vezes, nos fazemos de cegos e mudos e seguimos adiante:omissos e cúmplices...
Quantas vezes já ouvimos um amigo nos contar que cometeu atos de violência com sua esposa e nós, covardemente, silenciamos, justificados da ideia de que é problema da intimidade do casal...
Quantas vezes, ouvimos os gritos desesperados de uma esposa e nos calamos, não apresentando ajusta denúncia... A nossa consciência sempre alega que são questões pertinentes ao casal e a vida privada.
A violência contra mulheres, contra negros, homossexuais, lésbicas, travestis e transexuais são crimes, e problemas da sociedade, da humanidade, que exige para a sua erradicação que tenhamos a coragem e a dignidade de dizer e viver, não convivendo com estas práticas espúrias e microfascistas...
Tenhamos a coragem de criticar, denunciar e nos opor radicalmente às violências e aos criminosos que as cometem...
Nosso silêncio e nossa omissão, também, é um crime: somos cúmplices, alimentamos a continuidade das práticas de violência e discriminação...
No trabalho, na escola, as igrejas, na rua e , nos clubes, nos bares... em todo canto, somos chamados a nos posicionar...
Paremos de esconder nosso machismos e nossa conivência com os direitos violados e a violência física e moral, com nossos eufemismos: você exagerou... não é, assim, que se revolve... dialogue, mas não brigue...
A verdade é clara: você é um canalha, cometeu um crime e deve ser legalmente punido...
Muitos dirão, mas a violência não tem raízes psicodinânicas e , assim, os violentos necessitam de psicoterapia?
Respondo, sem margens a dúvidas: nunca neguei a necessidade de projetos de cuidado de saúde mental e de reabilitação psicossocial nos presídios.
Digamos não à violência...
Criando serviços de proteção as vítimas; punindo os algozes; e, também, acabando com a nossa hipocrisia social que abonam os crimes contra a mulher, os crimes homofóbico e os crimes de ódio...
A lei Maria da Penha esta aí... Vivamo-la no judiciário, nas políticas públicas e na nossa vida de relações com amigos e companheiros do dia-a-dia.
Por um mundo sem violência, lutemos... Lutemos, com nossa voz e com nosso corpo, com nossa posição clara e com nossa condenação explícita e eloquente de toda violência.
Paz é construção; não violência, é luta social...
E cumplicidade e omissão é, igualmente, crime na legitimidade dos que querem viver com dignidade...
A vida é um património inalienável da própria vida; se a lesamos, por atitudes, posturas ou omissões cúmplices, não deixemos de perguntar à nossa consciência por quanto estamos vendendo ou oferecendo grátis a nossa honra, a nossa dignidade e nossa coerência de filhos da vida que a desejam vida plena e livre...

9 comentários:

Tânia Marques disse...

Jorge, és o poeta da vida-verdade! Beijos

☯ℒ❀LuGoyaZ❀♬✪ disse...

Boa tarde de domingo Dr. Como eu disse, abracei o fato de ser sua seguidora e não foi em vão. Gosto de coisas que nos confrontam com a realidade e o seu estilo de postagem é justamente esse. Grata por mais uma idéia de questionamentos cujos receptores que somos nós, devemos, dia a dia nos fazer. A paz é o único instrumento capaz de nos manter íntegros e vivos até que o ciclo vital se cumpra. Nossas almas se perdem quando encontramos pela frente um aperfeiçoamente do qual não queremos nos lembrar ... "TOLERÂNCIA". Sabe, o propósito pelo quel me dedico ao blog é justamente esse, vencer minha ignorância de alguma forma. Eu posso lhe garantir que eu já consegui moldar, pela paz e pela sabedoria, seja da filosofia ou do próprio medo de ter que pagar com a própria "pele", efeitos dos quais se originam da INTLOLERÂNCIA. Mas... a base disso, não sei se concorda, vem da nossa ideologia de vida. Nos acostumamos, desde criança, nos primeiros ensinamentos da vida social, que as pessoas são boazinhas e que nos darão sempre sorrisos e alto astral, no seguir da carruagem... vemos que não é bem assim. Vem a primeira decepção quando somos maltratados seja na rua ou por alguma pessoa também intolerante, e ficamos sem saber como lidar com isso porque não nos fora ensinados outrora. Eu acredito que as decepções com a intolerância alheia, é o primeiro passo para nos revoltarmos com o mundo e nos deixar levar pela vingança, pelo ódio, pelos rancores, pelas amarguras da vida. Então o que podemos e devemos buscar é a razão para nos depreciarmos tanto em relação a nós mesmos quando queremos perder a razão ou o bom senso em qualquer circunstância onde se exija prudência e inteligência emocional. É isso... Abraço da amiga LuGoyaz.

☯ℒ❀LuGoyaZ❀♬✪ disse...

Desculpe, o final ficou meio vago. Buscar a razão que eu digo, as causas que nos levaram a perder a razão e deixarmos, por algum motivo, a prudência em nos corrijir e antecipar qualquer atitude grosseira, violenta ou de pura vigança contra nossos semelhantes e contra nossa própria índole e moral. Acho que consegui completar. Abraço. Lu.

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Tânia, a verdade e nossa utopia de transformá-la e criar um mundo de paz e liberdade.... Vamos, tecendo caminhos e horizontes, caminhando....
Abraços com carinho, Jorge

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Amiga, LuGoyaz, concorso e seu pensamento me pareceu lúcido: vamos nos acostumando com a vida e não buscamos mudá-la... a paz nascerá quando ativamente a constrirmos... Mudando nóse o mundo... Aceitando nossos limites, carescemos ; se os enfrentamose neles vemos nosso desafio para ir além...
Abraços com imensa ternura, Jorge

Tânia Marques disse...

Jorge querido,

Tem um selinho para você no meu blog Palavras e Imagens (www.marquesiano.blogspot.com) Está bem acima, na barra lateral. Espero que gostes, é uma homenagem pelo Dia do Blogueiro. Beijossssss

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Tânia, querida, já irei ver... Tive uma queda no chão molhado e tive que ficar de repouso, agora, que escapuli da vigilância dos amigos...
Saudades, espero poder , poucoa pouco, repor todo atrasso.... Postei cedoe , logo, me vi, na cama...
Nada grave, só uma leve contusão e um ferimento...
Abraços com carinho, jorge

disse...

Amigo, li seu comentário sobre a contusão e o ferimento, fico preocupada, se precisares de algo, por favor, entre em contato comigo. Posso ajudá-lo a organizar o encontro da Universidade Popular para poupar-lhe os esforços físicos.
Grande beijo!

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Josie, estou bem... Lentoe recomeçando de devagar... Irei necessetar ajuda. Um abraço com carinho, Jorge